Tubo de drenagem

O glaucoma é definido como neuropatia óptica de diversas causas que possuem como característica comum a lesão progressiva do nervo óptico e perda do campo visual correspondente. Embora a pressão intraocular não faça parte da definição de glaucoma, ela é o principal fator de risco para o agravamento da doença, devendo ser controlado com rigor na medida do estadiamento em que se encontra a alteração glaucomatosa. É justamente a pressão intraocular que recai os esforços para conter o avanço do glaucoma. O entendimento do mecanismo da produção e drenagem do líquido responsável pela pressão intraocular é imprescindível, pois o balanço entre o quantidade de líquido (humor aquoso) produzido e o seu escoamento deve resultar no não comprometimento das fibras nervosas e consequentemente, no disco óptico saudável.

Equilíbrio entre produção e escoamento do humor aquoso

O líquido chamado humor aquoso é responsável pela pressão intraocular. Este líquido tem a função de fornecer substratos e a remoção de metabólitos do cristalino, malha trabecular e também da córnea (uma vez que estes tecidos não possuem vasos sanguíneos). Graças à pressão intraocular que os tecidos se mantém estruturados, sem aderências entre si e sem descolamento de coróide ou maculopatia hipotônica (complicações provocadas pela baixa PIO).

O humor aquoso é produzido em um ritmo contínuo de aproximadamente 2 microlitros por minuto, pelo epitélio não pigmentado do corpo ciliar (aproximadamente 70 processos ciliares).

Após desempenhar suas funções, a maior parte do humor aquoso escoa da câmara anterior para circulação sanguínea através da via trabecular (90% do escoamento).

Muitos médicos discutem que a origem do glaucoma ocorre pela desregulação do ciclo de entrada e saída do humor aquoso. É neste momento que o implante do tubo de drenagem entra em cena:

Trajetória do humor aquoso. É produzido no corpo ciliar e drenado na malha trabecular. Imagens: CBO - Conselho Brasileiro de Oftalmologia

Implante do tubo de drenagem

A clínica CEO Bauru utiliza o implante de tubo de Susanna UF. Trata-se de um implante de silicone ultra flexível de modelo não valvulado, com fixação a 6mm do limbo ficando a placa a 10mm do limbo, local este recomendado para evitar a extrusão da mesma. O controle pressórico está relacionado à capacidade de drenagem do humor aquoso, que, por sua vez, resulta de uma relação entre resistência ao fluxo do líquido pelo tubo, resistência da cápsula fibrosa que se forma ao redor do prato e área do prato.

Os implantes não valvulados evitam que elevados níveis de TGβ e PGE2, substãncias pró-inflamatórias associadas a maior espessamento da cápsula ao redor do implante,6,7 atinjam a placa precocemente, por necessitarem de sutura para restrição do fluxo com fio absorvível. A pressão intraocular, contudo, tende a permanecer elevada até a absorção deste fio, o que pode ser minimizado através de uma fenestração do tubo com agulha do fio de nylon 10-0 ou do vicryl 7-0, anterior à sutura, por onde haverá escoamento do aquoso até que o fio seja absorvido (ao redor de 5 semanas), e o fluxo de aquoso atinja a placa.

Indicações

-Pacientes com aumento da pressão intraocular em uso máximo de colírios e em quem os procedimentos filtrantes (trabeculectomia) se mostram ineficazes

- Glaucomas refratários, (glaucoma neovascular, glaucoma traumático, pós ceratoplastia penetrante, ou uveíte)

- Pode-se considerar o implante de drenagem como uma opção cirúrgica primária

Fonte: - Primeiro Consenso de Cirugia de Glaucoma (2017) disponível em: 

http://formsus.datasus.gov.br/novoimgarq/35016/6487672_345331.pdf

-Série Brasileira de Oftalmologia - Glaucoma CBO

Observação: apesar das altas taxas de sucesso da cirurgia de implante de tubo, converse com seu médico oftalmologista para mais informações, incluindo os riscos cirúrgicos.

Av. Comendador José da Silva Martha 10-35 (Dr Jorge Germano e Dr Renato Germano)

Rua Floriano Peixoto 18-08 (Dr Flávio Rodrigues e Silva)

Rua Floriano Peixoto 18-14 (Dr Kleber Giafferis)

Rua Floriano Peixoto 18-20 (Dr Rogério Kawai)

Rua Floriano Peixoto 18-26 (Dr Daniel Mattos Silva)

Tel: (14) 3234-4442

Tel: (14) 3234-2822

Tel: (14): 3234-8288

Tel: (14) 3241-1248

Tel: (14) 3010-9191

Top 5 assuntos mais vistos

Cirurgia de catarata a laser

Cirurgia Refrativa LASIK

Plástica ocular

Laser para glaucoma (SLT)

Residência médica

Nossos serviços

Horário de atendimento

Segunda-feira                      06:40 - 18:00

Terça-feira                           06:40 - 18:00

Quarta-feira                         06:40 - 18:00

Quinta-feira                         06:40 - 18:00

Sexta-feira                          06:40 - 17:00

​Sábado                               08:00 - 12:00                        

©  CENTRO DE EXCELÊNCIA EM OFTALMOLOGIA - BAURU                                         

  • Facebook CEO Bauru
  • Instagram CEO Bauru