Pterígio

       O pterígio é um tecido fibroproliferativo da superfície anterior do olho que nasce no limbo e estende-se para a conjuntiva bulbar nasal e para a córnea. Tem um formato triangular, com a base se estendendo em direção ao canto do olho e o vértice em direção à córnea. É uma desordem ocular muito comum, com uma pre- valência variável entre as populações, entre 5-25%, sendo maior acima dos 40 anos de idade. A lesão tipicamente surge em qualquer momento após os 20 anos de idade. Não se conhece a patogênese do pterígio, embora existam dois fatores de risco documentados:

       (1) exposição solar

       (2) história familiar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

         Na fase de atividade, o pterígio é uma massa vermelha, associada à inflamação conjuntival localizada (olho vermelho), podendo provocar sintomas de irritação ou desconforto ocular. O paciente por vezes procura o médico achando que tem uma conjuntivite... A tendência natural é cessar o crescimento após meses a poucos anos, entrando na fase inativa. Nesta fase, a inflamação desaparece e o pterígio se torna uma placa branca e achatada.

          O maior problema do pterígio é o seu potencial para invadir a superfície da córnea a partir do limbo, a ponto de acarretar dois tipos de pro- blema visual. O primeiro a aparecer é o astigmatismo irregular, decorrente de alterações nos meridianos corneanos. Um pequeno grau de astigmatismo, sem afetar muito a nitidez da visão, começa geralmente quando o pterígio invade 3mm ou mais da córnea. Quando chega a meio caminho entre o limbo e eixo pupilar (em torno de 3,5mm), o astigmatismo ultrapassa 1,00D, tendo importante repercus- são na visão do paciente. Vale lembrar que a presença de um pterígio pode dificultar a adaptação do paciente a lentes de contato, que podem trazer desconforto...

         O segundo problema a ocorrer é quando o pterígio avança sobre o eixo pupilar, acarretando déficit im- portante da visão, não corrigível com óculos ou lentes de contato.

       Tratamento

       

       Não existe nenhum colírio que consiga desfazer o pterígio. Os colírios lubrificantes devem ser prescritos para promover conforto, principalmente nas horas de sol, quando o olho se encontra irritado.

        A cirurgia de pterígio consiste na retirada do pterígio e de sua base e transplante de enxerto ou retalho.

Na Clínica CEO-Bauru, há opção do enxerto ser transplantado tanto por fio de sutura absorvível quanto utilizando cola biológica. As vantagens da cola biológica está descrita em nossas redes sociais! Acompanhe a Clínica CEO-Bauru

Pterígio.png