Pterígio é perigoso?

Saiba mais sobre os riscos que o pterígio pode provocar, se não acompanhada pelo médico oftalmologista

O pterígio é caracterizado por uma prega nos olhos. Feita de tecido fibrovascular em formato triangular ou trapezoidal, também é conhecida por “carne nos olhos” e pode causar desconforto, principalmente quando exposto ao sol ou ambiente de altas temperaturas. Mas afinal, esta condição é perigosa?

Como toda proliferação de células, o pterígio necessita de acompanhamento frequente e tratamento cirúrgico em alguns casos. A grande chave desta condição é conversar com seu médico para avaliar a evolução e os riscos do pterígio, pois nem sempre esta proliferação de tecido fibrovascular cresce em direção à pupila (porção preta central dos olhos) e nem sempre causa prejuízos, seja estético seja desconforto.

Uma vez que o médico oftalmologista ou mesmo o paciente nota que o pterígio vem crescendo de tamanho além do normal, o tratamento cirúrgico é obrigatório pois existem situações onde o tecido fibrovascular evolui a ponto de obstruir a visão.

Outra situação que merece ser discutida é o tempo em que o pterígio está alojado. Longos períodos do tecido fibrovascular em contato com a córnea (camada transparente abaixo do pterígio) podem ocasionar impregnação no tecido corneano e a consequente opacidade de uma estrutura que necessita ser transparente para exercer sua função.

Vale lembrar que colírios lubrificantes não curam o pterígio, apenas promovem mais conforto passageiro. A clínica CEO-Bauru realiza a exerése do pterígio seja com fios de sutura, seja com cola biológica.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo